quinta-feira, 16 de março de 2017

NÄUZO - Ruido de Rabia



Mais um registro resgatado de fitas K7, dessa vez é a banda NÄUZO, que segundo um dos seus membros Rafinha " foi uma banda @punk de Brasília (BSB) formada nos inicios de 1999, por Rafinha e Vampiro. A banda surgiu num contexto de dissidências entre grupos, posturas e visões de mundo acerca do movimento punk e da realidade social em que estávamos inseridos. O MAP-DF sofreu uma ruptura em meados dos anos 90, dando origem ao MPA, e em 1998 surgia a banda @punk Extrema Agression, que se associou ao coletivo. Possuíamos uma música que se chamava justamente Extrema agression, mas quando criamos a NÄUZO adaptamos a música e criamos o Ruido de Rabia, nome da nova música que também deu nome à nossa primeira DEMO. A NÄUZO surgiu da necessidade de continuar sendo @punk, mas sem mais pertencer ao MPA e aos coletivos @punx que julgávamos ser muito dogmáticos e que davam pouca importância à cultura punk. Queríamos fazer uma fusão com o @punk sem deixar de lado os aspectos contra-culturais do movimento, tal como o visual, as vivências de rua, as gig’s, os eventos culturais, etc. Do mesmo modo, também nos preocupávamos em participar de atividades políticas libertárias na cidade de Brasília-DF, Brasil e América Latina, buscando nos agregar com outros punx abertos a essa proposta de fundir cultura punk com agitação política anarquista e trazer outras discussões até então marginalizadas pelos movimentos @punx mais tradicionais, como o Dadaísmo, o movimento Queerpunk, o Crust e até mesmo aspectos do Niilismo. Dessa forma, nos aproximamos de outros grupos que eram pejorativamente rotulados de nihil punx e criamos um novo coletivo PunkHardcore, dando inicio a uma nova cena punk hardcore na cidade, principalmente na periferia de Brasília, na cidade do Gama, onde realizamos muitas gigs vinculando performances e mostra de arte com temáticas dadaístas, apresentação de bandas, debates político-culturais, etc. Destes eventos, um evento clássico foi o “PunkDada: A arte está morta”, no dia 1 de Junho do ano de 1999. Tocaram Death Feast, Diskonigi, Natimuertos, Nauzo e Final Trágico. O evento foi registrado em um documentário sobre o movimento punk na cidade. A banda também se propunha a combater o machismo e a homofobia, assim como desconstruir as relações dogmáticas em torno da monogamia e procurando se aproximar ao movimento Queerpunk e de uma estética punk mais andrógina. A banda acabou no ano de 2003. Sua última apresentação foi em um evento vegano realizado na cidade de Sobradinho intitulado “Aprendendo a respeitar a vida”, no qual a banda se apresentou junto à banda de hardcore StraightEdge Linha de Frente, à Toda Dor do Mundo, à banda @punk de Uberlandia BrunoNigra e à banda Atack Terror. O evento contou com palestras e atividades de conscientização acerca do veganismo e libertação animal. A banda também tocou no CCP (Centro de Cultura Popular) do RJ, no evento Dias de Criar- Uma jornada Anarcopunk em São Paulo, junto a clássicas bandas de hardcore como Abuso Sonoro, Rot, Clangor, Contraste Bizarro (com a qual gravou um Ep Split em 2002 intitulado “Orquestrando os rastros da miséria humana”), etc. e nas jornadas Anarquistas de Porto Alegre, atividade paralela ao Fórum Social Mundial de 2003. O último registro do grupo não foi publicado devido à falta de recursos financeiros para retirar o material gravado do estúdio. Sua última formação contou com Dayana Santiago nos vocais guturais, Vampiro na Guitarra e back vocal, Rafinha nos vocais estridentes e bateria e Berns no baixo."


sexta-feira, 10 de março de 2017

TURMENTEGO



A segunda banda que resgatamos em registros K7's é a pessoense TURMENTEGO, segundo seus integrantes " um projeto que falava sobre ficção-científica com letras em esperanto, idealizado por Jeison (Guitarra) e Marcelo (Bateria) e que contava com a participaçâo de Sergio (Vocais). influenciado por Hellnation e Dropdead no ano de 1997 em João Pessoa - Parahyba, que teve seu fim após a gravação de sua única demo-tape", e é esse material que estamos disponibilizando no youtube, vale a pena conferir !!!

Destroçus - Contra a Exploração Tecnológica



Praga Marginal Distro dá inicio nesse semestre a uma espécie de resgate de algumas bandas e materiais independentes que surgiram nas ultimas décadas no nordeste brasileiro. E para começar disponibilizamos um material da banda potiguar "DESTROÇUS" intitulado CONTRA A EXPLORAÇÃO TECNOLÓGICA, lançado em conjunto com a banda ABUTRY no ano de 2001. 

quinta-feira, 28 de julho de 2016

Split com Final Slum War & GATTUNXS


"Temas nuevos de FSW en este split k7 con la banda brasileña Gatunnxs! Completamente DiY."
 download: http://www.4shared.com/get/bULb0be0ce/Split_FSW_Gattunxs_CD-R.html

Da Miséria do Meio Estudantil

Livro escrito por membros da Internacional Situacionista & estudantes da cidade de Estrasburgo no ano de 1966 e publicada em língua portuguesa por Fenda Edições, na cidade de Coimbra, ano 1983. "@s enraivecid@s" disponível na Praga Marginal Distro Escambo anti a espoliação capitalista da vida.



quarta-feira, 22 de junho de 2016

DELIRIUM TREMENS - Sepultando Ilusões





Depois de algum tempo e com muito esforço está disponível o primeiro material da Delirium Tremens, Sepultando Ilusões é o título desse álbum, foi muito difícil, correria grande pra quem sobrevive nesse underground, mas com apoio de amigos e pessoas compromissadas em querer produzir e fazer acontecer, concretizamos uma ideia que há muito tempo vinhamos batalhando. Praga Marginal e Heresia Coletiva em conjunto numa parceria brodagem!!!! 
Abaixo o link para download e logo menos o material físico também estará disponível. Delirium Tremens ‪#‎malditocore‬ 

http://www.4shared.com/get/2vj90PM3ba/delirium_tremens_Sepultando_Il.html

quinta-feira, 3 de março de 2016

Punk För Helvete! ..en film om och med Tatuerade Snutkukar



Documentário de 1984, com banda a punk Tatuerade Snutkukar (T.A.S.K). Filmado e produzido por Ulla Andersson, Ann Hanbert e Göran Melin em colaboração com Mats Olsso.